Meu primeiro hóspede!

“Como a senhora não respondeu meu e-mail, estou ligando para confirmar minha estadia na sua casa!”

(Por Ivete Quintela)

                                                               Foto de um dos rios da Amazônia, Candeias do Jamary,RO20150907_134505

Tocou o telefone e não reconheci o número. Atendi formalmente e a pessoa me fala: – Senhora Ivete? Como a senhora não respondeu meu e-mail, estou ligando para confirmar minha estadia na sua casa! Emudeci por alguns segundos tentando fazer uma retrospectiva em “câmera rápida”…Como às vezes meus dois únicos neurônios funcionam, lembrei rapidamente que eu havia realizado minha inscrição em uma plataforma de hospedagem, disponibilizando um dos quartos da minha casa em estilo AL. Sinceramente eu não sabia que receberia um retorno tão rápido. Eu queria muito entender na prática como iria funcionar meu novo negócio que abriremos em breve, em Portugal.

Que maravilhosa surpresa, realmente a plataforma funciona e tenho agora meu primeiro hóspede!

Respondi sinceramente ao fone para o meu cliente: – Desculpe, não vi o e-mail  e vou lhe responder imediatamente, mas antecipo que o seu quarto  está reservado à partir de agora e que teremos o maior prazer em lhe receber.

Dias depois, em um sábado, chegou o Thiago, um professor de Filosofia!  Eu e minha filha o recebemos e o deixamos à vontade no quarto dele e não conversamos muito, só expliquei como funcionava  e onde estavam as chaves, trecos da cozinha, sala, senha internet, essas coisas…

Segundo dia: Thiago veio para a sala e tivemos oportunidade de conversar. Falei que sou da Amazônia, de uma cidade chamada Porto Velho em Rondônia e ele me explicou que ele e a esposa eram  de Ilhéus na Bahia, mas que estava morando agora na Amazônia.  Legal, ele conhecia minha Região Norte!  Thiago me falou que para chegar aqui em João Pessoa, ele viajou seis horas de lancha (seriam mais de 20 horas se fosse navegando de barco grande), saindo do interior do Amazonas, às margens do Rio Solimões para chegar em Manaus. Em seguida,  pegando um avião em Manaus para chegar aqui em  João Pessoa (5,723 km). Uma verdadeira saga para participar de um congresso na sua área!

Na conversa, ele me perguntou se fazia muito tempo que eu trabalhava com hostel e eu expliquei que ele era meu primeiro e único cliente aqui no Brasil e que estávamos nos mudando para Portugal à fim de mudar de perspectiva de vida, sair um pouco da minha rotina estressante da vida de Executiva e montar um micro negócio, um hostel! Ele disse: – Coisa boa, pretendo fazer o meu Doutorado em Portugal. Oba! Será  também meu cliente na terrinha. Coisa boa!

Thiago saiu e na volta continuamos a nossa “prosa”.  Meu novo amigo perguntou se poderia cozinhar…haha Lógico que sim respondi,  e ele me disse que iria fazer lasanha para nós. Como na conversa ele já sabia que minha filha era Vegetariana,   foi generoso e disse que faria uma massa com vegetais.  Me servi de Licor de Amarula sentei e o observei a fazer a massa…aos poucos,  foi dissertando sobre o lugarejo que mora com a esposa  atualmente, lá nos confins da Amazônia. Disse que foram parar por lá devido a ele ter passado em um concurso público para Professor de Filosofia na Universidade Federal do Amazonas. Perguntei se tinha algum cinema por lá ou quais as diversões existentes e ele disse que não tem cinema, aliás, nada mesmo, que a maior diversão são as boas conversas e boas comilanças nas casas dos seus amigos, dos alunos e vizinhos…que no início foi um choque cultural para ele e sua esposa, mas logo se adaptaram. Falou da diversidade de peixes deliciosos que experimentou, do calor úmido, e que para suportar o clima instalou aparelhos de ar condicionado em toda a casa, e tem climatizador até nos ambientes dos seus dois cães..hahaha. Eu que nasci na região sei bem o que isso significa! Falou ainda que o Açaí de lá é diferente de tudo o que ele conhecia, que o sabor natural, puro é maravilhoso…Enfim, chegou a minha filha, minha mãe e fomos comer a lasanha. Rimos, bebemos vinho e foi uma noite agradável, de aprendizados, de trocas, etc.

Agora sim, entendi o porquê de algumas pessoas estarem preferindo a hospedagem em hostel do que nos tradicionais hotéis chiques e cheios de luxos. Confesso que também amo o conforto, mas agora eu também serei hóspede dessa categoria de hospedagem, pela filosofia, pela vibe, pelo aconchego. Sei que para alguns como eu,  nada se compara ao ambiente intimista e familiar que caracteriza esse tipo de hospedagem. Sim, agora tenho certeza que quero continuar a ser anfitriã e conhecer mais e mais maravilhosas histórias como essa. Obrigada Thiago pela experiencia,  por nos ter escolhido, pela lasanha e pela sua amizade! Volte sempre!

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários em “Meu primeiro hóspede!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s